Comissão cadastra grupos jovens paroquiais

A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem realizado o cadastro dos grupos de jovens paroquiais, com objetivo de conhecer aqueles que não têm espiritualidade diretamente ligada às pastorais da juventude, movimentos, novas comunidades ou congregações. A Comissão deseja mapear os grupos de jovens paroquiais com realidades plurais e em diversas partes do país para que a Igreja no Brasil pense em mecanismos de acompanhamento desses milhares de jovens. Além disso, o cadastro é uma forma de estreitar laços para que essa parcela da juventude possa receber os materiais produzidos especificamente para esse público.

O bispo da diocese de Caxias (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, dom Vilsom Basso, diz que em abril haverá um encontro nacional, em Aparecida, para reunir todos esses grupos. “São milhares de grupos de jovens no Brasil que não se identificam nem com as PJ´s, nem com movimentos, nem com novas comunidades. Está sendo feito um cadastro nacional através do site Jovens Conectados e no dia 30 abril teremos primeiro encontro nacional, em Aparecida (SP), e vamos reunir jovens representantes de todo o Brasil e começar um caminho com eles também”, explicou.

A partir desse registro, as informações, novidades e formações da Comissão chegarão aos responsáveis inscritos de todo o país. “A Igreja Católica no Brasil quer dar atenção as juventudes e, agora especialmente, esses grupos que não se identificam com nenhuma organização, mas que estão na Igreja, são Igreja e querem atenção carinho e a orientação da CNBB. E nós estamos agora começando a fazer isso”, destaca dom Vilsom.

O encontro nacional ocorrerá durante a Romaria Nacional da Juventude, entre os dias 29 e 30 de abril. Este ano, com o tema ‘Maria e a Doutrina Social da Igreja’, a Romaria promete ser uma experiência transformadora na vida dos jovens de todo o Brasil. As inscrições para a Romaria já estão abertas no site Jovens Conectados.

Fonte: cnbb.org.br

Compartilhe!
0 respostas

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *