1º Curso de Formação Missionária para Diáconos Permanentes é realizado em Brasília

O Centro Cultural Missionário de Brasília (CCM) e a Comissão Nacional de Diáconos Permanentes promoveram entre os dias 02 e 06 de abril de 2018, em Brasília, a 1ª Semana de Formação para Diáconos Permanentes.

De acordo com a Comissão Nacional dos Diáconos, o objetivo geral da semana de formação é “proporcionar uma reflexão sobre o significado da Pessoa do Diácono Permanente em vista da missão que lhe foi confiada, de ‘Ser ícone de Cristo-Servidor constitui a identidade profunda do diácono’ (Doc. 74 CNBB, nº 39) numa Igreja missionária”. (Fonte: http://www.cnd.org.br)

Curso de Formação Missionária para Diáconos Permanentes

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Resgatar os fundamentos teológicos da diaconia ao longo da história;
  • Refletir sobre a pessoa do Diácono à luz de uma Igreja em saída;
  • Oferecer elementos para que o diácono possa exercer bem a sua missão de servir e viver com alegria o anúncio do evangelho chegando às periferias geográficas, sociais e existenciais;
  • Oportunizar aos participantes do curso um conhecimento de como a Missão se organiza na Igreja no Brasil e como eles também podem colaborar no crescimento de uma verdadeira cultura da Missão.

Dom Esmeraldo Farias Barreto, bispo auxiliar de São Luís do Maranhão (MA) e presidente da Comissão Episcopal Para Ação Missionária, relembrou as palavras do Papa Francisco, por ocasião do Jubileu dos Diáconos Permanentes, na celebração ocorrida no dia 29 de maio de 2016 na Praça de São Pedro, onde o Santo Padre os exortou no exercício do ‘ministério do serviço’ na Igreja. “Prosseguiu o Santo Padre, acrescentando: ‘Por outras palavras, se evangelizar é a missão dada a cada cristão no Batismo, servir é o estilo segundo o qual viver a missão, o único modo de ser discípulo de Jesus. É sua testemunha quem faz como Ele: quem serve os irmãos e as irmãs, sem se cansar de Cristo humilde, sem se cansar da vida cristã que é vida de serviço’”, citou Dom Esmeraldo, em carta aos diáconos no portal da Comissão Nacional dos Diáconos (CND).

O bispo relatou que é dentro deste espírito que a formação foi pensada. “Buscando corresponder ao grande desejo do Papa Francisco de sermos uma Igreja cada vez mais defensora da vida, servidora e missionária”.

(Para outras informações: https://bit.ly/2GMaXPR)

Diácono de Uberaba participou do curso e conta sobre os aprendizados

Renato Afonso Vinhal, diácono permanente da paróquia Santa Bárbara, em Uberaba, participou da 1ª Semana de Formação para Diáconos Permanentes, em Brasília. Estiveram presentes 26 diáconos de várias dioceses do Brasil. O diácono conta que da cidade de Uberaba somente ele se fez presente, uma vez que era permito apenas um diácono por diocese, devido ao espaço do local onde o encontro foi realizado.

O diácono destaca a importância da troca de experiências entre diáconos de várias localidades e realidades diferentes, e afirma que na realidade atual da Igreja no Brasil, a falta de formação é uma grande dificuldade.

“O maior aprendizado foi poder vislumbrar a realidade de missão dentro da nossa Igreja e de maneira específica no ministério do diaconato. Eu, particularmente, tenho uma grande admiração pela realidade de missão. Tenho em minha vida uma experiência de 12 anos como casal de vida consagrada na Fraternidade Toca de Assis e agora com a Casa de Acolhimento São Pio. Desde 2003 abandonei todos os meus projetos pessoais para viver em função de uma missão”, relata o diácono.

“Inclusive partilhei com um dos padres das Pontifícias Obras Missionárias de em um futuro próximo, eu e minha família sairmos em missão, quem sabe fundando Casas São Pio por esse mundo afora”, conclui.

 

Jordana Moreira
Assessoria de Imprensa

Compartilhe!
0 respostas

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *