Beato Donizetti: apóstolo da Virgem Aparecida

O Beato Donizetti Tavares de Lima nasceu em Cássia-MG, no dia 03 de janeiro de 1882. Seu pai Tristão, advogado, o guiou à música. Sua mãe, Francisca Cândida, professora, gravou nele o amor a Nossa Senhora Aparecida. Estudou em Franca, Sorocaba e São Paulo, onde foi organista e professor de música. Com 21 anos, buscou o sacerdócio e estudou Filosofia no Seminário de São Paulo. Em Pouso Alegre-MG, terminou seus estudos e foi ordenado sacerdote em 12 de julho de 1908. Exerceu seu ofício em Campanha-MG, Jaguariúna-SP, Vargem Grande do Sul-SP e em Tambaú-SP, de 12 de junho de 1926 a 16 de junho de 1961, quando faleceu.

Durante toda sua vida, o Beato Donizetti Tavares de Lima conservava hábitos simples. Morava em uma casa modesta, com o mínimo de mobília e utensílios. Sempre vestia uma batina preta e gasta, porém limpa. Tinha uma melhor que era reservada para momentos solenes. “No dia em que compreendi qual era minha vocação, decidi que minha vida deveria ser dedicada totalmente à Igreja, a serviço do povo de Deus. E o distanciamento do dinheiro e dos bens temporais para mim é necessário, a fim de me dedicar verdadeiramente aos outros”, disse o padre, ao fazer seu voto de pobreza. Em resumo, a vida de Padre Donizetti exprime a beleza das virtudes do Evangelho e que fazem brilhar no mundo “o rosto mais bonito da Igreja” (Papa Francisco).

O milagre que validou a beatificação de Padre Donizetti foi a cura do jovem paulista Bruno Henrique Arruda de Oliveira. Em 2010, a mãe do rapaz, que contava então com apenas quatro anos, pediu a intercessão de Padre Donizetti para a cura dos problemas ortopédicos do filho que tinha as pernas arqueadas. Pouco tempo depois, sem nenhum tratamento ou cirurgia, as pernas de Bruno se desentortaram e seus pés ficaram saudáveis.

Os restos mortais do Beato Donizetti estão no Santuário de Nossa Senhora Aparecida em Tambaú-SP, local onde por tantos anos exerceu seu ministério pastoral, tendo pela Virgem profunda devoção. Em nossa Arquidiocese, destaca-se a participação de Padre Douglas Araújo na missa de beatificação de Padre Donizetti e o estabelecimento de uma devoção ao beato mineiro na Paróquia Santo Antônio, em Planura, que conta com uma relíquia e um ícone dele.

Seminarista Vitor Lacerda

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por