Dimensão Pastoral Missionária no Propedêutico

O Curso Propedêutico é uma fase de discernimento vocacional e preparação do candidato para o ingresso no processo formativo, na etapa do discipulado. É uma etapa de aprofundamento das motivações que levaram os vocacionados a procurarem o Seminário e é também uma fase de contato com as várias etapas da formação.

No Propedêutico, a pessoa é chamada a alargar a sua experiência espiritual, sendo introduzida na oração oficial da Igreja, que é a Liturgia das Horas, intensificando a participação no Mistério Eucarístico e abrindo-se ao encontro pessoal com Jesus Cristo, sem descuidar das práticas devocionais. A dimensão humano-afetiva é bem desenvolvida, especialmente com acompanhamento psicológico. O aspecto comunitário ajuda a desenvolver-se em termos de relação, aprendendo uns com os outros. Na dimensão intelectual, o candidato é chamado a preparar-se bem não só para ingressar no curso de Filosofia, mas para permanecer nele. Há alguns anos, os seminaristas de nossa Arquidiocese são matriculados no curso de Filosofia da PUC-Minas, o que exige um padrão de estudos.

Todas essas dimensões e toda a formação têm em vista preparar pastores para bem servir o povo de Deus, dentro de nossa realidade de Igreja. Assim sendo, a visão de Igreja é fundamental. Daí a importância da dimensão pastoral-missionária na formação. Desde o curso propedêutico já há uma preocupação em preparar o candidato dentro da perspectiva pastoral, acompanhando a vida eclesial, desenvolvendo atividades numa comunidade.

A partir do início do ano passado, quando o Propedêutico se instalou na Casa São José, os propedeutas desenvolvem ação pastoral na Paróquia de São José, bairro Tutunas, tanto em sua Igreja Matriz, como na Comunidade de Santa Beatriz. Neste ano de 2022 só temos um candidato, o José Gustavo. O contato com as pessoas, a colaboração nas equipes de pastoral, nos Conselhos da Paróquia e nas celebrações dos sacramentos ajudam muito o candidato a desenvolver um coração de pastor, segundo o coração de Jesus. Nesses últimos meses, duas experiências foram marcantes nesta atividade pastoral: a realização da Festa de São José e a Semana Santa.

Após o período da pandemia, ambas as atividades ganharam uma nova dimensão. A Festa de São José foi realizada de 10 a 19 de março, com o tema “São José, Pai e Educador” e o lema: “Nos passos de São José, caminhemos juntos”. José Gustavo acompanhou a preparação e as atividades da Festa, sempre com muita dedicação e empenho, unindo-se às equipes de trabalho e somando sua valorosa contribuição. Mesmo não havendo ainda a parte de quermesse, as festividades religiosas atingiram o objetivo, que foi de unir mais os paroquianos em torno de seu padroeiro.

A Semana Santa também foi bastante intensa na Paróquia, com as várias celebrações desde o Domingo de Ramos até o Domingo da Páscoa. Contamos ainda com a colaboração do Seminarista Gustavo, do Diácono Ricardo e tantos leigos e leigas que assumem atividades na Paróquia, em diversas áreas. Assim, foi celebrada e vivenciada com muita fé.

O Documento 110 da CNBB nos ajuda a compreender a dimensão pastoral-missionária. Ele nos leva a perceber que se trata de uma “iniciação à compreensão da Igreja e do ministério presbiteral; preparação para a vida eclesial em perspectiva missionária; inserção na vida, na dor e com experiências em situações-limite em que vive o povo” (Doc. 110 da CNBB, nº 130, d).

Padre Geraldo Maia

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por