Festas importantes

A Liturgia da Igreja Católica tem, durante todo seu círculo litúrgico, muitas riquezas que proporcionam aos católicos beber das fontes apresentadas em cada celebração. Assim, podemos falar do Dia de Pentecostes, de Corpus Christi e do Sagrado Coração de Jesus. São momentos ímpares e concretos de muita espiritualidade, todos eles concentrados na riqueza da Vida e Pessoa de Jesus Cristo.

Cada uma destas Festas tem sua particularidade e conteúdo que ajudam as pessoas na espiritualidade cristã e no sentido bonito de pertença à Igreja, porque ela é comunidade celebrante. Desta forma é o Domingo de Pentecostes, da descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos e sobre toda a Igreja, fazendo com que ela seja proativa no anúncio da Palavra e no compromisso missionário.

A força da ação missionária vem da Pessoa de Jesus Cristo. Aí está o sentido da Festa de Corpus Christi, porque ela é a fonte do trabalho missionário. É Jesus mesmo, de maneira sacramental, que se faz realmente presente na comunidade celebrante através da Eucaristia. Jesus não está mais presente fisicamente no mundo, mas deixou-nos a Eucaristia como Sacramento de sua presença.

Pentecostes e Corpus Christi são realidades convergentes, que se somam dentro do Projeto salvador de Deus. É o Espírito Santo o guia e proposta de santidade para as pessoas de fé. Mas uma fé centrada na Eucaristia, na presença real de Jesus Cristo no mundo. É fundamental a iluminação do Espírito Santo para que a pessoa tenha habilidade para reconhecer a presença de Jesus na hóstia consagrada.

O mês de junho é dedicado ao Sagrado Coração de Jesus. É mais do que uma devoção, uma espiritualidade fundamentada nas palavras de Jesus, “Porque eu sou manso e humilde de coração e achareis repouso para as vossas almas” (Mt 11,29). É uma Festa em perfeita sintonia com Corpus Christi, unindo todo o mistério de Jesus em um só, num coração de carne em um infinito tesouro de amor.

Pentecostes é celebrado num domingo, em sintonia com a Ressurreição de Cristo; Corpus Christi, numa quinta-feira, lembrando a Instituição da Eucaristia. E o Sagrado Coração de Jesus, numa sexta-feira, alusão ao Cristo na cruz, a seu coração ferido e símbolo do amor de Deus, de onde origina a Igreja e sua missão no mundo. A devoção ao Coração de Jesus é experiência de amar a Deus.

Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba

 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por