Dois motivos para rezarmos pelos nossos governantes

Padre explica: “Os primeiros cristãos oravam pelo bem dos mesmos imperadores pagãos que os mandavam ao suplício e faziam isso por duas razões”

O pe. Celso Pôrto Nogueira postou em sua página pública no Facebook, neste dia 1º de janeiro de 2019, a seguinte consideração sobre a importância de rezarmos pelos nossos governantes, independentemente de preferências partidárias ou alinhamentos ideológicos:

Os primeiros cristãos oravam pelo bem dos mesmos imperadores pagãos que os mandavam ao suplício.
Faziam isso por duas razões:
A primeira, a mais óbvia, é que orar pelo governante é querer o bem de todo o povo que ele governa.
A segunda é que rezar por alguém que se considerava um deus – e exigia ser adorado como tal – era lembrar e testemunhar a sua condição de mera criatura, de pecador que, como todos, não é nada nem pode nada sem a vida e a luz cuja fonte é somente Deus.
O que não deixava de ser um manifesto de igualdade e liberdade diante dos poderosos de todos os tempos e lugares.
Com essa mesma liberdade, convido meus amigos cristãos a orarem pelos que hoje passaram a nos governar.

Pe. Celso Pôrto Nogueira

Fonte: Aleteia

Compartilhe!
0 respostas

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *