Intereclesial

Tivemos, na data de 18 a 22 de julho de 2023, na cidade de Rondonópolis, MT, o 15º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), celebrando quase 50 anos de caminhada desse jeito permanente de ser Igreja, pelo seu compromisso de fidelidade à Palavra de Deus. Foi momento de muita alegria, de reflexão e de convivência fraterna entre membros de comunidades de todo o Brasil.

As CEBs, geradas durante o período de preparação para o Concílio Vaticano II e depois, reforçadas por ele, vieram para superar o divórcio existente entre Igreja e sociedade, com uma prática concreta de unir a fé com a vida. A intenção de fundo era construir um novo caminhar da Igreja, libertando-se de uma longa história eclesial motivada pelo espírito de cristandade da Idade Média.

A prática das CEBs está apoiada no seguimento de Jesus Cristo, na reflexão da Palavra de Deus, numa espiritualidade profética e libertadora, na opção pelos mais sofridos e num compromisso de transformação da sociedade. Elas tornaram-se espaço de participação do povo de Deus na busca de seus direitos e dignidade como cristãos, contando sempre com a fecunda ação do Espirito Santo.

Nas Comunidades Eclesiais de Base, bem entendidas e praticadas, acontece uma verdadeira transfiguração na vida das pessoas. A partilha aí se torna muito mais fraterna e responsável, porque envolve todas as pessoas da comunidade, sem deixar que uns fiquem excluídos da convivência. Assim entendemos as CEBs, não como uma pastoral, mas como o toda da comunidade cristã.

A revelação de Deus, na Transfiguração, tem um aspecto de universalidade, acima de todo tipo de divisão e separação. Assim devem ser as comunidades cristãs, primando-se pela unidade. Papa Francisco tem falado muito de sinodalidade, onde todas as pastorais, movimentos, associações e forças vivas de uma comunidade devem caminhar juntos, formando o que chamamos de CEBs.

A verdadeira Comunidade Eclesial de Base consegue fazer um caminho de transfiguração, de encontro pessoal com Jesus Cristo, principalmente no constante contato com a Palavra de Deus, com a participação na Eucaristia e na convivência fraterna com as pessoas da comunidade. Sendo assim, as CEBs envolvem a todos que querem fazer um caminho de Igreja comprometida com o Senhor da vida.

Dom Paulo Mendes Peixoto

Arcebispo de Uberaba

Compartilhe:

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por