Dom Luiz Maria Santana

3º Bispo de Uberaba
Data de Nascimento: 21/03/1886
Data de Profissão Religiosa: 1908
Data Ordenação Presbiteral: 06/03/1909
Data Ordenação Episcopal: 04/10/1929
Data de Posse: 03/11/1929
Data de Falecimento: 05/05/1946

Era superior do Convento Capuchinho Imaculada Conceição de São Paulo quando foi sagrado bispo de Uberaba, em 4-10-1929, e tomou posse a 3 de novembro de 1929. Seu lema era “Omnia et in Omnibus Christus” = Cristo tudo para todos. Quando chegou em Uberaba a casa das oficinas do Jornal Diocesano “Correio Católico”, na Praça D. Eduardo, estava em ruínas. Igualmente a Igreja Catedral estava descuidada. A 5 de janeiro de 1930, D. Luiz inaugurou a nova impressora comprada pelo antecessor. Conseguiu a grande reforma da Catedral, que era um galpão, e aproveitou só a fachada das torres já concluídas com cimento em 1900 – a primeira utilização da arte de cimento em Uberaba. Tão grande reforma durou 5 anos terminada em 1935, quando foram construídas as duas naves laterais da Catedral. Dom Luiz reinicia as atividades do Seminário São José, que estava fechado, após a saída de Dom Lustosa. O Seminário São José foi fundado por Dom Eduardo a 1º de Outubro de 1896. Para sustentar os 28 seminaristas em Uberaba e os 14 estudando Filosofia e Teologia em Belo Horizonte, pelos anos de 1935, D. Luiz reaviva a Associação de São José, com reuniões no terceiro domingo de cada mês. Era bom administrador. A Diocese tinha apólices do Governo. Vendeu as 200 apólices e por escritura de 28-03-1930, comprou de Dona Áurea de Castro Guarita, o palacete construído em 1920 da Rua São Sebastião. Fundou a Liga Católica, em Uberlândia em 20-11-1931 e em Uberaba em 28-11- 1931. Dom Luiz participou como capelão militar na revolução de 1924 e 1932, tendo muitos amigos em famílias nobres de todo o Brasil, amigos que muito o ajudariam em sua missão dificílima em Botucatu, SP, para onde foi transferido com a função de administrar o patrimônio diocesano dilapidado pelo bispo D. Carlos Duarte Silva, o famoso bispo de Maura, fundador da Igreja Católica Brasileira. O patrimônio de Botucatu foi totalmente restaurado em poucos anos. Era estimadíssimo em Botucatu também por ser bispo muito zeloso em progressiva evangelização popular e em iniciativas de crescente atendimento social a famílias carentes. D. Luiz era líder nato e eleito por todos os partidos Presidente de Honra da Legião de Outubro, que entusiasmava homens de 18 a 35 anos como reservista adidos à Polícia Militar Mineira, tendo sido o orador oficial na comemoração cívica pela vitoriosa revolução de 1930, em Belo Horizonte a 27-11-1931. Em 25 de março de 1935, consegue Irmãs Religiosas para a direção da Santa Casa em crise. Cria a 10-07-1934 a Congregação Mariana em Uberaba.

Em carta de 12 de maio de 1931 ao Cardeal do Rio de Janeiro, Dom Luiz deixa claro sua vida política “reivindicando os direitos da Igreja Católica perante a Nova Constituição Brasileira; eis a única significação de minha atitude e dos preclaros colegas perante a Legião de Outubro”.

Compartilhe!