Jovem de Araguari recebe o hábito carmelita em Uberaba e inicia seu noviciado

O Carmelo de Uberaba recebeu na manhã de ontem (11) uma nova irmã carmelita. O rito de iniciação ao noviciado e missa foram presididos pelo arcebispo metropolitano de Uberaba, Dom Paulo Mendes Peixoto, e pelo padre Fidelis Stockl, membro da Ordem dos Cônegos Regulares da Santa Cruz e morador do Mosteiro de Santa Cruz, em Anápolis, Goiás.

O noviciado é o tempo em que se assume de forma mais profunda a experiência de vida religiosa no Carmelo. “Hoje nós tivemos a tomada de hábito da Sandra, uma jovem que se dedicou a atender ao chamado de Deus”, disse a irmã Teresinha Maria, madre priora do Carmelo de Uberaba. A religiosa conta que a vida da carmelita é muito simples, mas é destinada às jovens que realmente são chamadas à vocação. “É algo difícil de explicar, só quem tem o chamado de Deus é que sente essa liberdade. As pessoas se preocupam, pensando que somos muito fechadas, porque a vida da carmelita é de clausura, fechada dentro do Carmelo. Mas é uma vida de uma liberdade interior imensa. Eu me sinto muito livre”, conta a irmã.

Após a vestição do hábito religioso, a postulante Sandra passou a se chamar Irmã Benedita Maria de Santa Maravilhas de Jesus. Em sua homilia, Dom Paulo falou sobre as vocações e sobre o chamado vocacional dentro de uma cultura individualista e relativista, que exige dos cristãos testemunho de vida. “Cada um do seu jeito, no seu contexto”, disse o arcebispo.

Retomando as leituras e o Evangelho da missa, Dom Paulo ressaltou que a ação de Deus na vida de todos exige uma ação pessoal de cada um. “Nós também temos que agir. Tem o lado da ação de Deus e o lado da ação humana”, disse. “Irmã Benedita, faça seu caminho de forma alegre, feliz. Tudo o que assumimos por vontade própria deve ser feito com alegria”, animou o arcebispo, que relembrou as palavras do Papa Francisco sobre a importância da alegria em toda e qualquer situação, “isso é expressão de fé”, acrescentou.

A irmã Teresinha Maria, madre priora do Carmelo, conta que era muito apegada à família e pensava que nunca teria coragem de deixar sua mãe. “Tenho uma família grande e muito amorosa. Nós temos saudade da família, também sofremos, mas tudo eu coloco nas mãos de Deus e me dá alegria pensar: graças a Deus eu tenho saudade do meu povo para oferecê-la para Jesus”, conta a irmã. As irmãs oferecem todo o sacrifício que fazem para Jesus. “O nosso desejo é de nos doar totalmente a Ele, para alegrar o Seu coração e também levar as almas até Deus”.

As carmelitas são pessoas consagradas à oração, o objetivo principal de suas vidas na clausura é a salvação das almas “do mundo inteiro”. O que elas gratuitamente oferecem de si por todos é a oração, que é o carisma do Carmelo. Um gesto de doação, em um tempo individualista, como recordou Dom Paulo.

“Aqui nós vivemos o silêncio durante todo o dia. Temos os horários para conversar, para falar e também brincar. Temos nosso horário da diversão, mas fora desse horário é silêncio, oração, falar somente com Deus. Isso nos ajuda a viver bem”, explica a madre priora. “Desde pequena eu dediquei minha vida a Jesus, sempre quis fazer a vontade de Deus. Vejo que eu era muito feliz com a minha família, mas no Carmelo eu me sinto umas cinco vezes mais feliz, é uma felicidade completa! Eu falo e repito: só quem recebe esse chamado é que sente, não tem explicação a alegria interior que sentimos aqui”.

Uma peculiaridade é a atuação de uma irmã carmelita denominada “veleira”. Ainda que participante da vida contemplativa, recebeu a incumbência de oferecer atendimento direto aos que lá se apresentam, além de se ocupar dos assuntos externos relativos ao Carmelo de Uberaba. Hoje vivem no Carmelo do Coração Eucarístico de Jesus 20 irmãs. “Temos 19 irmãs aqui dentro e a irmã Marta, que fica na portaria. Nós a chamamos de veleira, porque ela vela pelas irmãs”, explica irmã Teresinha Maria.

Utilizando o contexto do Carmelo, Dom Paulo destacou a importância do cristão ser um sinal de Deus no mundo. “O Espírito Santo desperta nos jovens a coragem. Queremos parabenizá-la, irmã Benedita Maria de Santa Maravilhas de Jesus! Sempre vejo na vida dos religiosos e religiosas um sinal de Deus no mundo. Peçamos ao Espírito Santo para sermos sinais de Deus na terra”, finalizou o arcebispo.

Jordana Moreira

Assessora de Imprensa

        

 

O Carmelo de Uberaba celebra seu Ano Jubilar!

No dia 1º de Dezembro de 2017, o Carmelo  do Coração Eucarístico de Jesus, em Uberaba, completou 70 anos de existência. Para conhecer a sua história, acesse o blog: http://wwwcarmelodeuberaba.blogspot.com.br/p/nossa-historia.html e a página: http://bit.ly/2EkUcKp

Assista também o vídeo com imagens antigas e atuais do Carmelo: https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=KvRZvnr3BIE

Compartilhe!
0 respostas

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *