Animador Vocacional da Província Estigmatina de São José participa do Pré-Congresso Vocacional do Brasil para Vida Religiosa Consagrada

Entre os dias 21 e 23 de junho de 2019, foi realizado no Colégio Maristinha em Brasília (DF), o Pré-Congresso Vocacional do Brasil para Vida Religiosa Consagrada, em preparação para o 4º Congresso Vocacional do Brasil, que acontecerá entre os dias 05 e 08 de setembro em Aparecida (SP).

O evento contou com a participação do Animador Vocacional da Província Estigmatina de São José, residente em Uberaba, o Professo Wesley Souza Dias Barroso CSS, bem como de um grande número de Religiosos(as) das mais diversas Congregações e Institutos que trabalham com Animação Vocacional.

Com o tema “Vocação 360º”, a assessora Ir. Susana Rocca, MCR, de maneira dinâmica e extrovertida, levou os participantes a refletirem sobre as mudanças e desafios no serviço de animação vocacional e apresentou possíveis caminhos que podem ajudar nesta missão.

O Pré-Congresso foi marcado por momentos de partilhas, troca de experiências, momentos celebrativos e de uma grande intercongregacionalidade, tornando-o ainda mais rico. Peçamos ao Senhor da Messe que dê a todos os Animadores e Animadoras Vocacionais força e perseverança nesta bonita missão de ajudar nossos jovens a trilharem este caminho de discernimento. Fomentemos em nossa Arquidiocese, em nossas Paróquias uma cultura vocacional. Rezemos pelas vocações!

Ir. Wesley Souza Dias Barroso, CSS
Missionário Estigmatino

*Imagens enviadas pelo Ir. Wesley Souza Dias Barroso, CSS

 

Compartilhe!

Semana da Família na Arquidiocese de Uberaba

Há 25 anos, quando o Papa João Paulo II realizou o primeiro Sínodo da Família e anunciou   a Exortação “Familiaris Consortio”, documento que considera a família um dos bens mais preciosos da humanidade, a Igreja vem nas últimas décadas orientando este “Santuário da  Vida” nas suas ações eclesiais.

Em 1994, a CNBB em uma de suas Campanhas da Fraternidade perguntava: “E a família como vai”, era um  recado diante  de  problemas  do  cotidiano  que  a  sociedade  da  época  vivia,  não  muito  diferente  da  realidade  de  hoje. Nos últimos anos, com a criação das Pastorais Familiares em todo o Brasil, a família evidenciou-se como um dos pilares da evangelização da Igreja  e consolidada recentemente  com a  Exortação “Amoris  Laetitia”  do  Papa Francisco.

Diante de novos desafios,  a Arquidiocese  de  Uberaba,  através  de  sua  Pastoral  Familiar,  vem  promovendo  uma  série  de  ações  que  visam  aproximar cada  vez mais  a  família  da  Igreja.  Uma  delas  é  a  Semana  da  Família,  que  tem  movimentado  diversas paróquias  a conhecerem de  perto as  diretrizes e as  preocupações da  Igreja junto  a  sociedade.

De acordo  com  o  Arcebispo  Metropolitano  de  Uberaba,   Dom  Paulo  Peixoto  Mendes,  é  na  família  onde  esta  a base do  fortalecimento  da  Igreja. Segundo ele,  viver em  família é aprofundar-se  nos  valores da  vida cristã e  na  evangelização.  Para o   assessor  espiritual da  Pastoral Familiar da Arquidiocese  de  Uberaba,  Monsenhor  Célio Pereira Lima,  durante  estes últimos  dias  as  paróquias  puderam  discutir  com  as  famílias  temas  inerentes  ao  cotidiano familiar,  como a  iniciação cristã, a vocação  e  a  juventude,  as  politicas  públicas,  o  matrimônio  e  a  família  no  plano  de Deus, e  a  família defensora  da  vida e  por  fim a  pergunta  chave – E  a  família  como  vai?  Segundo o assessor,  estes    encontros  além  de  fortalecer os  laços  familiares  é  uma  escola  de  vida e  também  um  alerta.

Confira a palavra do assessor  espiritual da  Pastoral Familiar arquidiocesana:

A Semana da Família termina neste domingo (07), com um grande encontro regional na cidade de Romaria (MG), onde será celebrada uma missa por padres de nossa arquidiocese além de palestras e oficinas  para  os  presentes. A expectativa é que o encontro reúna mais de 2 mil pessoas.

Pastoral da Comunicação (Pascom) da Paróquia de Santa Teresinha

 

Compartilhe!

Momentos de intensa espiritualidade em Conceição das Alagoas

Confira como foi a Semana Santa nas paróquias

A Semana Santa é uma tradição religiosa católica que celebra a Paixão, a Morte e a Ressurreição de Jesus Cristo. O Domingo de Ramos abre solenemente a Semana Santa, com a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, as Paroquias São Pedro e Imaculada Conceição receberam centenas de fiéis para celebração e procissão que percorreu as ruas da cidade. Segundo o evangelho, Jesus foi para Jerusalém para celebrar a Páscoa Judaica com os discípulos e entrou na cidade como um rei, mas sentado num jumentinho – o símbolo da humildade – e foi aclamado pela população como o Messias, o rei de Israel.

No sábado Santo ou Sábado de Aleluia, é o dia da espera. Os cristãos junto ao sepulcro de Jesus aguardam sua ressurreição. No final deste dia foi celebrada a Solene Vigília Pascal, a mãe de todas as vigílias, como disse Santo Agostinho, que se inicia com a Bênção do Fogo Novo e também do Círio Pascal. No Domingo de Páscoa (28), é o dia mais importante para a fé cristã, pois Jesus vence a morte, ressuscita e mostra o valor da vida. Esse dia é estendido por mais cinquenta dias até o Domingo de Pentecostes.

Paróquia Imaculada Conceição realizou o 5º leilão de gado beneficente

Na noite do dia 13, foi realizado no Clube Arco Íris o 5° leilão de animais beneficente da Paróquia da Imaculada Conceição. A aquisição dos animais foi resultado de várias doações e o dinheiro arrecadado com o leilão será usado em benefício da paróquia para o projeto de prevenção contra incêndio e climatização do salão paroquial. O pároco, Pe. Zezinho, e toda a equipe organizadora agradecem a participação da população que prestigiou o evento de sucesso que, também contribuiu com o trabalho da Paróquia!

Colaboração do jornalista Alexandre Pereira

 

Paróquia Imaculada Conceição realizou no dia 7 de maio Missa Festiva em comemoração pelos 10 anos do Terço dos Homens

Fotos de Marcinha Lemos

Segundo Terço Campal realizado no dia 26 de maio, na Igreja São Benedito, Praça Francisco Rocha

Fotos de Marcinha Lemos

 

Compartilhe!

“Com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece” (Provérbios 24,3)

Vivemos em um tempo de profunda desconfiança, de temor, de vigilância, em muitos aspectos: fiscais, jurídicos, financeiros, empresariais. A Igreja não foge disso. Como instituição, ou como uma grande empresa (não temos como fugir dessa regra), ela, a Igreja, está exposta a cobranças, legislações, obrigações diversas com o Estado, com o clero, com os leigos e tantos outros seguimentos.

O encontro formativo foi de grande valia para todos. Dr. Hugo nos apresentou de forma prática inúmeras questões administrativas e jurídicas de nossa realidade enquanto Igreja. Muitas dúvidas foram sanadas e muitos questionamentos foram levantados, onde percebemos muitas realidades paroquiais, com dificuldades em comum.

Somos Igreja? Sim. Igreja Pastoral? Sim. E administrativa? TAMBÉM.

É tempo de enxergar a realidade do mundo em que vivemos. Abrir os nossos horizontes para além dos muros de nossas paróquias. Refletir que algumas “burocracias” são necessárias de fato e que essas devem ser sinal de organização, de transparência, de profissionalismo.

Fiquei feliz em participar desse momento e perceber uma boa participação de nossa Arquidiocese. Agradecida, por estarmos no caminho certo, enquanto Paróquia, buscando aprender cada vez mais.

“Vós, senhores, fazei o que for de justiça e equidade a vossos servos, sabendo que também tendes um Senhor nos céus.” (Colossenses 4,1)

Rejane Canêdo –Coordenadora do Conselho Administrativo e Econômico (CAEP) da paróquia São Geraldo Majela em Uberaba

 

Compartilhe!

Paróquia Nossa Senhora das Graças encerra a Semana do Meio Ambiente com a proposta da formação de uma Pastoral do Meio Ambiente

A paróquia Nossa Senhora das Graças, em Uberaba, encerrou na última quarta-feira, dia 5 de junho, a Semana do Meio Ambiente. A paróquia firmou parcerias com a Casa de Guadalupe, COOPERU e Movimento “Eu Amo meu Bairro”, como ponto de recolhimento de recicláveis, tais como latinhas, garrafas pet, papelão, pilhas, canetas, buchas de louças, escovas de dente e outros itens.

De acordo com o pároco, Pe. Sérgio Augusto Faria Vidal, “além de colaborar na manutenção da Casa de Guadalupe e outras, o objetivo com esses gestos é a conscientização ambiental e colaboração com a preservação do Meio Ambiente”.

Pe. Sérgio lançou o desafio da formação de uma Pastoral do Meio Ambiente. No final da Santa Missa de encerramento da Semana do Meio Ambiente, a comunidade despediu-se da imagem peregrina de São Francisco de Assis, que irá para outra paróquia cumprindo o cronograma da 22° Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais, que acontecerá no mês de novembro na cidade de Romaria (MG).

Com informações da Paróquia Nossa Senhora das Graças

   

Compartilhe!

Leigas Consagradas: 40 anos de gratidão

Há dez anos celebramos, em 2009, os trinta anos de existência de nosso Instituto Fraternidade São José, na Arquidiocese de Uberaba. Agora, em 2019, conseguimos chegar aos 40 anos de presença junto às Comunidades de Fé Cristã, Creche, Escola, Hospital e em vários locais de trabalho junto à Sociedade Civil.

Nosso desejo é de gratidão a Deus, a nossos queridos Arcebispos de Uberaba que, com sabedoria, souberam cultivar a semente lançada no ano de 1979, aos Sacerdotes Amigos que, com generosidade, nos acolheram em suas Paróquias e caminharam conosco em nossas reuniões bimensais e retiros anuais. Quantos Sacerdotes assumiram como Diretores Espirituais das “Leigas Consagradas”, a pedido de nossos Arcebispos. Quantas pessoas fizeram e continuam fazendo o bem a nós por acreditarem na Palavra de Deus.

Ainda somos muitas, mas temos consciência de que estamos envelhecendo. Muitas já chegaram à Morada Celeste, mas nosso “Grupo das Consagradas” continua de portas abertas para receber a juventude feminina e senhoras à Vida Consagrada na Igreja Católica. São tantas orações, mensagens, textos bíblicos que representam esses 40 Anos vividos em nossa Arquidiocese. No entanto, escolhemos o Salmo 126 para rezarmos nossas Lágrimas e Alegrias com vocês:

“Quando o Senhor reconduzia os cativos de Sião, estávamos como sonhando.
Em nossa boca só havia expressões de alegria, e em nossos lábios canto de triunfo. Entre os pagãos se dizia: O Senhor fez por eles grandes coisas.
Sim, o Senhor fez por nós grandes coisas; ficamos exultantes de alegria! Mudai, Senhor, nossa sorte, como as torrentes nos desertos do sul. Os que semeiam entre lágrimas, recolherão com alegria. Na ida, caminham chorando, os que levam a semente a espargir. Na volta, virão com alegria, quando trouxerem os seus feixes.”

Sob a proteção de São José e Nossa Senhora da Abadia, oremos pelo aumento das Vocações à Vida Consagrada, pela Santificação das Famílias e da Igreja.

Instituto Fraternidade São José – Arquidiocese de Uberaba

Leigas Consagradas com Dom Aloísio Roque Oppermann, arcebispo de Uberaba entre os anos de 1996 e 2012.

 

A sede da Fraternidade está situada na Rua Hidelbrando Pontes, 119, bairro Mercês, Uberaba (MG).

 

LEIA MAIS

Leigas Consagradas, Luz e Sal da Terra (Mt 5, 13-14)

Compartilhe!

Leigas Consagradas, Luz e Sal da Terra (Mt 5, 13-14)

Neste Ano do Laicato [2018] se faz necessário ressaltar que a Arquidiocese de Uberaba tem um grupo de Leigas Consagradas, canonicamente instituído e intitulado Fraternidade de São José. É uma sociedade de caráter religioso, sem fins lucrativos. Congrega mulheres dispostas a viver o seguimento de Cristo e de caridade pelo próximo, através da observância dos conselhos evangélicos de pobreza, castidade e obediência. Dentro de um período de cinco anos, a pessoa que se sente vocacionada, após uma boa orientação, emite os votos temporários e posteriormente os votos perpétuos.

A Fraternidade foi fundada por Dom Benedicto Ulhôa Vieira há 38 anos. Seus membros vêm das cidades da Arquidiocese de Uberaba. A cada dois meses, elas se encontram para receber formação espiritual, humana e pastoral que, normalmente, é dada pelo Padre Elizeu Pereira de Carvalho, assessor espiritual. Hilda Maria de Jesus é a coordenadora atualmente.

A sede da Fraternidade está situada na Rua Hidelbrando Pontes, 119. Cada leiga consagrada assume uma atividade em sua paróquia. Não faz trabalhos apostólicos em conjunto com as demais irmãs do grupo, pelo fato de residirem em cidades distantes da nossa Arquidiocese.

Todo leigo consciente de seu batismo participa do tríplice múnus de Jesus Cristo: sacerdotal, profético e régio. Essa vinculação com o Senhor o torna capaz de se santificar e de evangelizar. O mesmo ocorre com a leiga consagrada, porém com um diferencial: com a emissão dos santos votos, ela tem oportunidade de avançar em águas mais profundas. Poderá crescer na dimensão espiritual e missionária pelo fato de exercer trabalhos pastorais com especial ligação à Arquidiocese.

Para ser leiga consagrada, é necessário discernir o chamado de Deus à santidade do serviço eclesial. A ela basta unir-se a Maria e dizer: FIAT.

Irmã Helena Menegaz, leiga consagrada

 

*Artigo publicado no Jornal Metropolitano na edição de dezembro de 2018.

 

Compartilhe!

Celebração de abertura da 22ª Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais, na Arquidiocese de Uberaba

Na esperança e com a resistência dos pequenos, a Arquidiocese de Uberaba, no Triângulo Mineiro, será sede da 22ª Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais, cuja culminância acontecerá na cidade de Romaria, no Santuário de Nossa Senhora da Abadia da Água Suja, no dia 10 de novembro de 2019, um domingo.

No sábado, 18 de maio de 2019, belíssima Celebração Eucarística, marcou oficialmente a abertura da 22ª Romaria na Arquidiocese de Uberaba. Presidida pelo Arcebispo da Arquidiocese de Uberaba, Dom Paulo Mendes Peixoto, a missa contou também com a participação de pessoas das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs); frei Gilvander, da Comissão Pastoral da Terra (CPT/MG), um dos articuladores dessa Romaria; Padre Gilberto, pároco da Paróquia Santa Maria Mãe da Igreja; Padre Fontes, da Paróquia São José, da Gameleira; Padre Ronan, da Paróquia São Paulo Apóstolo; e Padre Sérgio, da Paróquia Nossa Senhora das Graças.

No início da celebração, a imagem peregrina de São Francisco de Assis, patrono da Romaria das Águas e da Terra de Minas Gerais, foi acolhida lindamente, motivando a todas e todos a se inspirarem em sua espiritualidade libertadora e se comprometerem a cuidar da Mãe Terra e da Irmã Água com o mesmo cuidado e justiça do Deus Criador. Esse início de celebração trouxe à memória todas as outras romarias da terra que aconteceram na região do Triângulo Mineiro.

A acolhida da imagem de São Francisco de Assis, na Igreja Nossa Senhora Aparecida, da Paróquia Santa Maria Mãe da Igreja, no dia 18 de maio, mês mariano, expressa a firme disposição das pessoas de boa vontade, ali representadas, de, juntos com Maria, lançar sementes de teimosia, justiça, ousadia, manifestando a certeza de que haverá nova aurora de direitos fundamentais para o povo e todos os seres vivos! Ao acolher a imagem de São Francisco, fica firmado o compromisso com a luta pela preservação da irmã água e da mãe terra, em defesa da vida!

No Ato Penitencial, a lembrança da triste realidade que nos cerca: os crimes ambientais que todos os dias acontecem na cidade, na região, no estado, no país… O anúncio dos crimes cometidos pela mineradora Vale, com licença do Estado, a partir de Mariana, dia 05/11/2015, e Brumadinho, dia 25/01/2019, que resultaram em centenas de mortes de seres humanos, a morte e o envenenamento dos rios Doce e Paraopeba, e o uso indiscriminado de agrotóxicos pelo agronegócio foi um forte apelo à conversão pessoal, comunitária, social e ecológica; um forte apelo à coragem de vencer toda e qualquer tentação à omissão, à indiferença, e assumir o compromisso radical com o projeto de Jesus de Nazaré.

No Hino de Louvor, a alegria pelo perdão do Deus Amor e por todos os atos proféticos das muitas pessoas de boa vontade que ficam de olhos abertos para a realidade que precisa ser transformada e assumem com ousadia a luta em defesa da dignidade da vida humana e de toda a criação.

Na proclamação da Palavra de Deus, a certeza dessa luz que abre caminhos e nos dá a certeza de um tempo novo de justiça e paz!

Na homilia, o profetismo de Dom Paulo Peixoto trouxe para a realidade os textos bíblicos do dia. O Arcebispo ressaltou a necessidade de a gente refletir seriamente sobre as várias situações de morte provocadas no meio ambiente: a mineração a serviço do capitalismo que só visa o lucro em detrimento da vida; o agronegócio com as monoculturas e o uso indiscriminado de agrotóxicos que envenenam e matam a irmã água, a mãe terra e todas as formas de vida.

Dom Paulo lembrou a enorme cratera formada ao lado da cidade de Romaria, em consequência do uso excessivo de pivôs: tanta água foi retirada do subsolo que a terra cedeu. “A terra que poderia ser um ambiente saudável, vai sendo destruída.” E acrescentou o Arcebispo: “Que a 22ª Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais nos motive e nos inspire a construir “novo céu e nova terra”, livres de tudo o que destrói a vida”.

No altar de Deus foram colocadas todas as lutas para vencer a escuridão da ganância, da injustiça, da indiferença, da omissão. No altar de Deus foi depositada a esperança na 22ª Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais, com sua mística profética, libertadora, reunindo e unindo todas e todos que, com fé no Deus da Vida, caminham impelidos pelo Evangelho de Jesus de Nazaré. O pão e o vinho, frutos da terra e do trabalho de tantos homens e mulheres, apresentados ao altar para serem consagrados falaram-nos no próprio Cristo, alimento a fortalecer a luta por justiça ambiental, agrária, urbana e social.

Na fala de frei Gilvander Moreira, o fortalecimento da esperança de todas e todos ali presentes, ao afirmar que por onde passa, a Romaria das Águas e da Terra se torna um divisor de águas: o antes e o depois. E é isso que acreditamos já ter sido a Celebração Eucarística de Abertura da 22ª Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais: um marco na caminhada da Arquidiocese de Uberaba, que vive agora um tempo novo de romaria, de urgência em dizer “não” ao sistema econômico que exclui, degrada, polui e mata todas as formas de VIDA.

Na manifestação do Padre Ronan, assessor do Núcleo de CEBs na Arquidiocese de Uberaba, e um dos articuladores da realização da 22ª Romaria na Arquidiocese,   a voz profética, acolhedora e missionária de todas e todos  que se põem a serviço do Reino, colocando-se a serviço dessa Romaria. Em sua fala,  o compromisso de colaborar para que a Arquidiocese de Uberaba viva  a urgência de edificar uma sociedade com base no Evangelho de Jesus Cristo, na justiça, na paz, na VIDA!

Que todas as pessoas de boa vontade, as forças vivas da sociedade juntem-se a esse mutirão em defesa da vida da irmã água, da mãe terra e de toda a criação! Façamos da 22ª Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais o tempo favorável de transformação e de libertação de todas as forças que oprimem e devastam o meio ambiente, a vida; libertação de todo comodismo, de toda alienação, de tudo o que nos impede de cuidar com responsabilidade e coragem da nossa única Casa Comum – o Planeta Terra -, denunciando esse sistema de morte e anunciando o Reino desejado pelo Deus da Vida, que é de igualdade, fraternidade, justiça, amor e paz entre todos os seres vivos e toda a criação!

Esta Celebração Eucarística foi um convite a uma nova aliança: o amor como compromisso social, que busca a vida plena para todos e todas!

Texto enviado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT-MG),Equipe de Liturgia e Equipe de Comunicação da 22ª Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais

Veja um trecho da celebração de abertura:

 

Galeria de fotos

*Imagens e vídeo cedidos pela Comissão Pastoral da Terra (CPT-MG),Equipe de Liturgia e Equipe de Comunicação da 22ª Romaria das Águas e da Terra do Estado de Minas Gerais

Compartilhe!

Uberaba sedia a 26ª Assembleia Regional do Laicato do Regional Leste 2

Nos dias 3, 4 e 5 de maio foi realizada na Arquidiocese de Uberaba a 26ª Assembleia Regional do Laicato / Encontro do Laicato Regional Leste II, no Centro de Pastoral João Paulo II. O encontro iniciou com o vídeo do arcebispo metropolitano de Uberaba, Dom Paulo Mendes Peixoto, dando as boas vindas e justificando sua ausência, por estar participando da 57º Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, ocorrida entre os dias 1º e 10 de maio, em Aparecida (SP).

Com momentos de comunicação e socialização, os dias foram marcados por formação, repasse de informações e orientações. Com a presença e assessoria do Padre Alfredo J. Gonçalves, sacerdote scalabriano, foram discutidas temáticas atuais, além do assessor motivar os cristãos leigos e leigas a “continuarem plantando, mesmo em época que não é de colheita”.

Padre Alfredinho, como é chamado, apresentou aos cristãos leigos e leigas a necessidade de reverem suas práticas de lutas, pois “não é preciso diminuir a luz do outro para que a nossa luz brilhe mais”. Apontou também a necessidade de “deixar de chororô e partir para as encruzilhadas”. O assessor falou ainda sobre a importância da linguagem como instrumento de testemunho para melhor compreensão e adesão dos leigos em geral. “Usar a linguagem nos diferentes areópagos”. Reforçou a necessidade de ter essa sensibilidade ao convidar as pessoas para integrarem o Conselho de Leigos.

A Assembleia contou com a presença de 16 Dioceses do Regional Leste 2, tanto do Espírito Santo (ES) quanto de Minas Gerais (MG), totalizando 65 pessoas. Durante o encontro os participantes tiveram momentos de descontração, como a noite cultural onde foi realizada apresentações de dois grupos, sendo um de Catira (Grupo Tradição de Minas) e o segundo uma Folia de Reis, ambos os grupos de Uberaba.

Além das trocas de experiências que ocorrem durante a Assembleia, as refeições também proporcionaram momentos marcados por diálogos, recheados de risadas. Um dos destaques da Assembleia foi a presença da deputada estadual Marilene Alves de Souza (Leninha), eleita nas eleições de 2018. Leninha contou como foi sua caminhada para ser eleita, além de explanar a importância de vencer o preconceito “de que todos que entram para a política vão se tornar corruptos”.

Segundo os cristãos leigos e leigas, ao final da Assembleia o sentimento foi de satisfação, além de declararem estar motivados para retornarem para suas Dioceses e continuarem o trabalho. O encontro foi encerrado com o convite para o 7º Encontro Nacional do Laicato, que acontecerá de 20 a 23 de junho de 2019, em Cuiabá (Mato Grosso).

Ana Paula Marçal Silva – Comunicação do Conselho de Leigos da Arquidiocese de Uberaba.

 

LEIA MAIS

Conselho Nacional do Laicato do Brasil realiza assembleia em Uberaba.

 

Confira as entrevistas realizadas pela assessoria de imprensa da Arquidiocese de Uberaba durante a Assembleia:

Confira todas as entrevistas no canal da Arquidiocese de Uberaba no Youtube, aqui.

 

Compartilhe!

Encontro da Plenitude reúne famílias da paróquia de Santa Teresinha

A paróquia de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, em Uberaba (MG), realizou no final do mês de março o seu Encontro da Plenitude. O evento que aconteceu no Centro de Cultura e Espiritualidade São Tomás de Aquino, no bairro Jardim Induberaba, foi coordenado pela Pastoral Familiar daquela comunidade e reuniu mais de 130 pessoas, que puderam aprofundar os seus conhecimentos de formação e espiritualidade para o fortalecimento da família.

Durante o encontro, foram apresentados os seguintes temas: A Administração do Tempo, assunto enriquecedor, ministrado pelos coordenadores arquidiocesano da Pastoral Familiar, Freud Martinelli e Solange Martinelli. Em seguida, os encontristas assistiram a instrutiva palestra da coaching e escritora Viviane Guerra, que abordou o tema: Motivação e Liderança para famílias.

Por fim, o pároco de Santa Teresinha, Monsenhor Célio Lima, desenvolveu uma catequese sobre o Pecado e suas Consequências, momento em que as famílias puderam tirar as suas dúvidas em relação ao tema. Logo após, foi celebrada Santa Missa para os presentes, seguida de um saboroso almoço promovido pelos voluntários da paróquia.

De acordo com o casal coordenador da Pastoral Familiar em Santa Teresinha, Sebastião Adelino e Aparecida Sônia, o Encontro da Plenitude foi um sucesso de participação e enriquecedor para o conhecimento de temas que não são muito discutidos pelas famílias nos dias de hoje.

Na oportunidade, os coordenadores agradeceram o apoio da comunidade paroquial, em especial aos participantes e palestrantes.  Para o Monsenhor Célio, o momento da plenitude é acima de tudo um encontro das famílias com o amor de Deus, tempo de reflexão, conhecimento, oração e espiritualidade. Logo após o evento, foi rezado o Terço das Famílias na praça de Santa Teresinha, realizado sempre na última semana de cada mês.

Pascom Região Catedral – Paróquia de Santa Teresinha

Confira fotos:

Fotos: Pastoral da Comunicação da Paróquia de Santa Teresinha

 

 

Compartilhe!