Peregrinação do Santo Rosário, momento de oração em favor do Brasil

A reflexão proposta para a realização do momento de oração em intenção do Brasil, do povo brasileiro e de seu governo para esse ano de 2019 se inspirou na Carta do Papa Francisco ao Cardeal Filoni, na qual o Santo Padre se expressa nos seguintes termos:

Espero que todas as comunidades se esforcem por atuar os meios necessários para avançar no caminho duma conversão pastoral e missionária, que não pode deixar as coisas como estão. Neste momento, não nos serve uma “simples administração”. Constituamo-nos em “estado permanente de missão”, em todas as regiões da terra»[12]. Com confiança em Deus e muita coragem, não temamos empreender «uma opção missionária capaz de transformar tudo, para que os costumes, os estilos, os horários, a linguagem e toda a estrutura eclesial se tornem um canal proporcionado mais à evangelização do mundo atual que à auto-preservação. A reforma das estruturas, que a conversão pastoral exige, só se pode entender neste sentido: fazer com que todas elas se tornem mais missionárias, que a pastoral ordinária em todas as suas instâncias seja mais comunicativa e aberta, que coloque os agentes pastorais em atitude constante de “saída” e, assim, favoreça a resposta positiva de todos aqueles a quem Jesus oferece a sua amizade.

A busca de transformação da realidade, a luta pela justiça que estabelece a concórdia e a paz, instaura o Reino de Deus no mundo. Essa luta não pode prescindir da prioritária confiança em Deus e em sua providência, e do nosso testemunho amoroso e fraterno. Se nos dispomos a evangelizar, isso significa assumirmos a nossa responsabilidade mediante atitudes solidárias que se manifestam e se apoiam, também, na forma de oração coletiva.

A iniciativa de realizar novamente o momento de oração em intenção do Brasil sedimenta essa prática tradicional em Uberaba, proporciona oportunidade de manifestação de fé e corresponde à solicitação do Papa Francisco na medida em que convoca a participação das Comunidades para o trabalho em favor das missões, para a meditação e reflexão dos Mistérios da vida de Jesus mediante a oração do Santo Rosário durante o Mês Missionário Extraordinário de Outubro de 2019.

Esse ano, o momento de oração se configurou como uma Peregrinação do Santo Rosário. Ressaltamos que, ao partir e dirigir-se para a Paróquia São Domingos, o movimento recorre à intercessão de Nossa Senhora do Rosário e à de São Miguel Arcanjo, pedindo proteção para o Brasil e para o povo brasileiro, a fim de que consigamos estabelecer o necessário diálogo, a paz e a concórdia em nosso país, fundados no Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A participação das Comunidades Santa Rosa, Serrinha, Santa Fé e Santa Clara esteve a cargo do Padre Adailton Carlos da Silva Ribeiro, Pároco da Paróquia Sagrada Família e responsável por essas comunidades. A Comunidade São Sebastião pertencente à Paróquia Nossa Senhora do Rosário, cujo Pároco é o Padre Alex Pereira dos Santos, a Área Pastoral São João Batista cujo Administrador Paroquial é o Padre Wylian Whallison Gonçalves, e a Capela São Vicente de Paulo, da Paróquia Cristo Bom Pastor, que também tem como Pároco o Padre Wylian, participaram também da Peregrinação do Santo Rosário.

O momento de oração foi realizado em cada uma das Comunidades convidadas e teve seu encerramento com o retorno do Rosário Peregrino para a Paróquia São Domingos, no domingo dia 06 de outubro, às 16h30, em celebração da Santa Missa, presidida por nosso Arcebispo, Dom Paulo Mendes Peixoto, com a participação do Pároco, Frei Wanderley Rodrigues de Mesquita, OP e do Padre Adailton Carlos da Silva Ribeiro. O Padre Alex Pereira dos Santos e o Padre Wylian Whalison Gonçalves tinha compromissos em suas respectivas Paróquias.

A devoção dos fiéis à Nossa Senhora do Rosário manifestou-se mediante a presença de cada um e de cada uma que se aproximou para orar junto, traduzindo o amor e a confiança na intercessão de nossa Mãe Santíssima já expresso na prática de rezar o Santo Rosário em seus lares e Comunidades. Essa presença foi motivo de grande alegria e de profunda esperança de paz e de bem para todos!

Rita De Blasiis
Uberaba, 09 de outubro de 2019

Confira os registros:

Paróquia São Domingos

Benção do Rosário Peregrino na Paróquia São Domingos dada pelo Pároco Frei Wanderley Rodrigues de Mesquita, OP, no dia 24 de setembro de 2019.

COMUNIDADE SANTA CLARA

Rosário Peregrino na Comunidade Santa Clara, oração realizada no dia 29 de setembro de 2019, antes da celebração da Santa Missa. Condução da oração do Santo Terço feita por Zélia Marques dos Santos, na foto em primeiro plano e participação de D. Marlene de Lourdes Getúlio, ao seu lado e demais fiéis da Comunidade que têm por hábito chegar antes para participar da Oração do Santo Terço e da celebração eucarística.

Pároco, Padre Adailton Carlos da Silva Ribeiro

ÁREA PASTORAL SÃO JOÃO BATISTA

Rosário Peregrino na Área Pastoral São João Batista, oração do Santo Rosário no dia 30 de setembro de 2019, realizada com o grupo permanente de oração do Santo Terço da Comunidade.

Administrador Paroquial: Padre Wylian Gonçalves.

COMUNIDADE SÃO SEBASTIÃO

Rosário Peregrino na Comunidade São Sebastião, oração do Santo Rosário no dia 02 de outubro de 2019, realizada na residência do casal Vilmondes José da Silva, Maria Márcia da Silveira e a filha deles, a jovem Karine. A família toda tem por hábito reunir-se, sempre, uma vez por mês para orar o Terço, em residência de algum dos familiares.

Rosário Peregrino na Comunidade São Sebastião, oração do Santo Rosário no dia 02 de outubro de 2019, realizada na residência do casal Vilmondes José da Silva e Maria Márcia da Silveira, com a participação de familiares e vizinhos. Rita e Zélia  da Comunidade Santa Clara, responsáveis pelo Rosário Peregrino da Paróquia São Domingos.

CAPELA SÃO VICENTE DE PAULO

A oração do Santo Rosário aconteceu no dia 03 de outubro, às 15 h, horário em que, toda quinta-feira, o grupo de pessoas para o trabalho social que está fazendo e oram juntas. A visita do Rosário Peregrino da Paróquia São Domingos foi acolhida com grande alegria por todos e todas na Capela São Vicente de Paulo.

Administrador Paroquial: Padre Wylian Gonçalves

COMUNIDADE SANTA FÉ

Capela de Nossa Senhora Aparecida e Santo Antônio

No dia 03 de outubro às 20 h, horário em que o grupo do Terço se reúne todas as quintas-feiras, aconteceu a visita do Rosário Peregrino à Comunidade Santa Fé. O coordenador da Comunidade, Sr. Carlos Alberto dos Santos, comentou que a maioria nunca tinha visto um Rosário, explicou para eles que são 150 contas para a oração da Ave-Maria e que quando se reza apenas 1/3 do Rosário, são 50 Ave-Marias e se está orando um Terço do Rosário. O Sr. Carlos reiterou que todos ficaram contentes de ver um Rosário pela primeira vez e de poder participar desse momento especial de oração na Capela de Nossa Senhora Aparecida.

Pároco: Padre Adailton Carlos da Silva Ribeiro

COMUNIDADE SANTA ROSA DE LIMA

A visita do Rosário Peregrino a Comunidade Santa Rosa aconteceu no dia 04 de outubro às 17 h. Estavam presentes pessoas da Comunidade que dedicaram décadas de trabalho à Capela Santa Rosa de Lima, fiéis que têm o hábito já de oração do Santo Terço. O Rosário Peregrino foi recebido por elas com júbilo e veneração à Mãe Santíssima, como devotos amorosos que são. Esse foi o perfil de todos os grupos de cada Comunidade.

COMUNIDADE DA SERRINHA

A Capela Nossa Senhora Aparecida estava fechada no horário em que o Rosário Peregrino chegou, mas, a oração foi realizada com a presença de pessoas da Comunidade da Serrinha. A Sra.  Magda Helena de Freitas Dornelas relatou que seu pai foi o primeiro a viabilizar a celebração da Santa Missa na Serrinha, fazendo para isso um rancho de folhas de coco do Indaiá, em 1971. Depois, em 1973, iniciou a construção da Capela cuja pedra fundamental foi lançada em1971, por sugestão do Padre Nicolau (já falecido), segundo se recorda. D. Magda esclareceu que tinha um igrejinha na Estação de itiguapira, distante uns 20 km da Serrinha. Por volta de 30 pessoas, a maioria jovem, inclusive a própria Magda, iam de trem para a Capelinha da Estação. O Padre Nicolau marcou a Missa para o horário que se ajustava ao horário em que o trem passava e, depois, retornavam todos à pé. Com a sugestão do Padre Nicolau, relatou D. Magda, “um senhor doou o terreno e assim começou; foi muito bom fazer a igreja, muita coisa boa aconteceu”.  D. Magda foi catequista, nasceu  na Serrinha. Atualmente as celebrações mensais contam com 20 25 pessoas na assembleia. Segundo D. Magda, “o Padre Adailton é muito animado, o grupo de festeiros trabalhou com o WhatsApp que ajuda muito e a Comunidade da Serrinha vai ficar melhor ainda”.

Apontamentos sobre a Peregrinação do Santo Rosário 2019

Estandarte de Nossa Senhora do Rosário de Pompéia

  1. Por sugestão do Frei Wanderley, o título do movimento foi mudado para Peregrinação do Santo Rosário, ele mesmo elaborou o Rosário e o intitulou Rosário Peregrino.
  2. O formato de sete Igrejas convidadas foi mantido e esse ano ao invés de 7 Paróquias convidamos sete Comunidades.
  3. O convite às comunidades se baseia na Carta do Papa Francisco que deu origem ao Mês Missionário Extraordinário de outubro. O Papa escreveu na carta:

“Espero que todas as comunidades se esforcem por atuar os meios necessários para avançar no caminho duma conversão pastoral e missionária, que não pode deixar as coisas como estão. Neste momento, não nos serve uma “simples administração”. Constituamo-nos em “estado permanente de missão”, em todas as regiões da terra». Com confiança em Deus e muita coragem, não temamos empreender «uma opção missionária capaz de transformar tudo, […] que a pastoral ordinária em todas as suas instâncias seja mais comunicativa e aberta, que coloque os agentes pastorais em atitude constante de “saída” e, assim, favoreça a resposta positiva de todos aqueles a quem Jesus oferece a sua amizade”.

  1. Aqueles que participam com consciência da Santa Missa, tendem a desenvolver a prática da oração do Santo Terço, estão mais próximos e disponíveis para o trabalho pastoral.
  2. O convite gerado e enviado às Comunidades vai em busca da fé que já está sendo sustentada e gerando a transformação que o Papa Francisco pede ou vai como sinal de convocação para esse trabalho. A comunicação entre as comunidades pode também favorecer a união entre elas para de um trabalho integrado e mais intenso e eficaz.
  3. Colocar a nossa esperança em Deus (Salmo 130:3) é o principal objetivo desse movimento de oração. Pela intercessão de Nossa Mãe Santíssima, podemos alcançar a graça de contribuirmos para a paz e a prevalência da justiça em nosso país.
  4. Em termos do próprio Evangelho, colaborar para instaurar o Reino dos Céus na Terra, começando por nosso íntimo e da união de propósitos e ações com nossos irmãos.

Com informações da leiga Rita De Blasiis

 

Compartilhe!
0 respostas

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *