Comunidade Nossa Senhora da Alegria, em Uberaba, cria abrigo noturno para receber moradores em situação de rua durante o inverno

A Comunidade Nossa Senhora da Alegria, pertencente ao Santuário de Nossa Senhora D’Abadia, padroeira de Uberaba, abre as portas de seu salão para abrigar durante a noite, moradores em situação de rua. Ao longo deste inverno, o salão da igreja terá nova aparência, com colchões, cobertores, agasalhos e outras doações.

Por iniciativa de Thiago Alves Pereira, conhecido como Thiago Sorrisão, a atitude visa abrigar, durante a noite, pessoas em situação de rua, que poderão dormir no local. A igreja disponibilizou para os voluntários seu galpão, cozinha e sanitários. Serão oferecidos jantar e café da manhã, por isso os voluntários contam com a doação de alimentos. Além da doação de colchões, cobertores e agasalhos. Os itens podem ser entregues na igreja, todos os dias a partir de 12h (meio dia), no endereço: Rua Guia Lopes, 1182, bairro Abadia. O telefone para contato é: (34) 9 9686-2563. Além das doações, os voluntários precisam da colaboração de mais pessoas no projeto.

O reitor do Santuário D’Abadia, Pe. Alexsandro Ribeiro Nunes, manifestou sua gratidão aos voluntários e parabenizou a comunidade de Nossa Senhora da Alegria pela iniciativa, junto ao idealizador, Thiago Sorrisão. “Louvando a Deus e a Nossa  Senhora da Alegria, Mãe de todos e Mãe carinhosa principalmente dos mais pobres, quero parabenizar a comunidade de Nossa Senhora da Alegria, que atendendo ao chamado do Senhor que disse: ‘Tive fome e me deste de comer, tive sede e me deste de beber, estava com frio e me agasalhastes e me acolhestes’, teve a coragem e ousadia de abrir as portas da comunidade e da igreja, para acolher nossos irmãos mais pobres que passam frio na rua. É um gesto espetacular, fantástico, gesto profético e de testemunho, que já repercutiu em toda Uberaba e em nossa Arquidiocese. Continuemos firmes neste propósito. Deus vai providenciar tudo. Confiem em Deus, abram o coração e o restante vem por acréscimo. Parabéns a todos!”, alegrou-se o padre.

Comunicado sobre a acolhida

Os responsáveis estabeleceram que o portão por onde serão acolhidos os irmãos/irmãs em situação de rua fechará às 22h e abrirá às 8h, nos seguintes dias: segundas, quartas e sextas-feiras, e aos sábados e domingos. Nas terças e quintas-feiras o portão abrirá às 6h. O horário foi estabelecido pela paróquia, que tem sua rotina e será respeitada.

O portão abrirá após às 12h (meio dia) para receber as doações e fechará às 22h para o acolhimento aos moradores em situação de rua. Antes de 12h (meio dia), os voluntários estarão limpando o local e fazendo as devidas organizações.

Uma observação é importante: a comunidade não vai abrigar irmãos/irmãs alterados. Thiago Alves Pereira, idealizador da iniciativa, informa que assinou um termo de responsabilidade e zelo pelo local. “Devemos manter a ordem no local e zelar também pela segurança de todos”, afirma Thiago, que convida mais pessoas para participarem da iniciativa, pois precisam de ajuda. Informações sobre como ajudar, pelo número: (34) 9 9810-5033.

 

Compartilhe!
0 respostas

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *