Conheça os projetos sociais contemplados pela Caritas da Arquidiocese de Uberaba, FNS e FAS

O Fundo Arquidiocesano de Solidariedade (FAS) surgiu em 1998, quando a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) decidiu unir a Campanha da Fraternidade com a Campanha Permanente de Solidariedade e realizar a Coleta da Solidariedade, no Domingo de Ramos. A CNBB instituiu o FNS (Fundo Nacional da Solidariedade) e os FDS (Fundos Diocesanos de Solidariedade) em 1998, em sua 36ª Assembleia Geral, para atendimento de demandas a projetos sociais. O FNS e os FDS são formados com os recursos da Coleta Nacional da Solidariedade, gesto concreto da Campanha da Fraternidade promovido pela CNBB.

O Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS) recebe 60% da coleta da Campanha da Fraternidade, realizada na Arquidiocese de Uberaba, e é administrado por um Conselho Gestor Diocesano. Os 40% restantes são depositados pela Arquidiocese em uma conta corrente específica e constituem o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), administrado pela Caritas Brasileira, sob a orientação do Conselho Gestor Nacional.

 

Caritas

Nacionalmente, a Caritas é um organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). “Entidade de promoção e atuação social que trabalha na defesa dos direitos humanos, da segurança alimentar e do desenvolvimento sustentável solidário. Sua atuação é junto aos excluídos e excluídas em defesa da vida e na participação da construção solidária de uma sociedade justa, igualitária e plural”. (Fonte: caritas.org.br)

 

Conselho Gestor do Fundo Arquidiocesano de Solidariedade

O Conselho Gestor do Fundo Arquidiocesano de Solidariedade é responsável por analisar e administrar os projetos realizados com os recursos da Coleta da Solidariedade. “O objetivo do Conselho Gestor é avaliar os projetos que são apresentados pelas paróquias e entidades da Arquidiocese de Uberaba, que estejam interligados ou que ofereçam uma resposta ao tema da Campanha da Fraternidade do presente ano”, explica o representante da Caritas da Arquidiocese de Uberaba, diácono Walter Lucio Ferreira.

O que é o Conselho Gestor do Fundo Arquidiocesano de Solidariedade?

O Conselho Gestor do Fundo Arquidiocesano de Solidariedade administra e analisa os projetos que são feitos com o dinheiro da Coleta da Solidariedade. 60% do valor vão para a Diocese/Arquidiocese e 40% vão para a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).

Por quem é composto o Conselho Gestor do Fundo Arquidiocesano de Solidariedade?

Na Arquidiocese de Uberaba ele é composto pelo presidente do conselho – o arcebispo metropolitano, Dom Paulo Mendes Peixoto; pelo representante da Caritas Arquidiocesana de Uberaba, diácono Walter Lucio Ferreira; pelo vigário geral, padre Saulo Emílio Moraes; pelo ecônomo, padre Juliano Evangelista; pelo coordenador arquidiocesano de Pastoral, monsenhor Célio Lima e pela secretária do conselho, Patrícia Gonçalves da Silva.

Qual o objetivo do Conselho Gestor?

Diácono Walter cita as palavras do Papa Francisco para explicar: “a Caritas é o rosto misericordioso e uma parte da Igreja que organiza o amor“. Confira as palavras do representante da Caritas da Arquidiocese de Uberaba:

“Eu vejo que o Conselho Gestor segue essa linha, onde nós vamos transformar em gesto concreto tudo aquilo que celebramos na Campanha da Fraternidade. O Fundo e o Conselho ao deliberar e realizar estes projetos dão uma resposta concreta de transformação no meio social. Os projetos que são contemplados atingem as mais diversas áreas: idosos, adultos, crianças, presos…

O tema da Campanha da Fraternidade é que vai nos inspirar a essa ação social. Nós estamos crescendo gradativamente nessa força de trabalho, nessa presença da Igreja junto à sociedade. O Fundo de Solidariedade vem colaborando de forma impressionante na realização de uma das missões da Igreja: ser uma presença transformadora que pode ser o ponto de partida para muitas das demandas sociais.

O objetivo é ser sal, ser luz e de ser ação concreta, ser resposta de Deus. É como no Salmo que diz que o povo clama e o Senhor atende. Nós somos esse canal do atendimento, da resposta de Deus ao clamor do nosso povo que sofre.

Vale ressaltar que tudo aquilo que o Conselho trabalha vem das Coletas da Campanha da Fraternidade no Domingo de Ramos. Então a solidariedade de cada um lá no Domingo de Ramos é que vai fazer essa transformação. É importante crescer nessa consciência de que o pouco de cada um, pode fazer a diferença na vida daqueles que sofrem e não tem oportunidades. Ter a consciência de que eu participei, que a minha coleta lá no Domingo de Ramos transformou a vida de alguém! Também o jejum e a abstinência transformam a vida de uma pessoa”.

Reunião do Conselho Gestor

Segundo o representante da Caritas arquidiocesana, o objetivo da reunião do Conselho Gestor é avaliar os projetos que são apresentados pelas paróquias e pelas entidades da Arquidiocese de Uberaba, que estejam interligados ou que ofereçam uma resposta ao tema da Campanha da Fraternidade do presente ano, em 2019 o tema é: “Fraternidade de Políticas Públicas”. De acordo com o diácono Walter, são avaliadas as propostas e o Conselho libera os recursos para os projetos apresentados. Ao final da reunião, os projetos são liberados. Geralmente são realizadas duas reuniões anuais.

Confira fotos da reunião do Conselho Gestor realizada no dia 21 de setembro de 2018:

 

Conheça os projetos sociais contemplados pela Caritas Arquidiocesana, pelo FNS (Fundo Nacional da Solidariedade) e FAS (Fundo Arquidiocesano da Solidariedade):

Projetos aprovados 2018

 

 

 

 

Compartilhe!
0 respostas

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *