Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Frutal, revitaliza a entrada da igreja

“Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens…”

(Jo 10,1s)

 

No dia 19 de novembro de 2023, na Vista Pastoral de nosso Arcebispo Dom Paulo Mendes Peixoto, tivemos a alegria de entregar aos paroquianos da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, mais um grande investimento realizado em nossa majestosa Igreja Matriz. O Conselho Administrativo Paroquial, juntamente com o seu pároco – Pe. Rogério Consentino de Aguiar, preocupados com a precariedade que se encontravam as antigas escadarias, bem como a dificuldade de acessibilidade por parte dos idosos, pessoas com necessidades especiais e as noivas nos dias de casamento, idealizaram um projeto, único, audacioso e exigente, algo que tivesse não só beleza, mas que não tirasse a arquitetura clássica de nossa matriz. Após obter as devidas autorizações por parte das instâncias competentes, em fevereiro de 2022 deu-se início as obras. Foram um ano e nove meses de muito trabalho.

 

OLHAR TEOLÓGICO E ESPIRITUAL

 

A porta da frente, ou porta central de uma igreja matriz, tem sempre um destaque especial, detalhes que enchem os olhos. Ela atrai olhares que preenchem a alma e aceleram as batidas do coração, despertando um sentimento de segurança e proteção. Na vida cotidiana, a porta central significa algo novo, uma chance extra. Na vida espiritual, simboliza uma escolha. Para nós cristãos católicos, representa o próprio Cristo, que diz: “Eu sou a porta”, a porta que nos levará para o Pai do Céu.

O olhar espiritual da porta central de nossa matriz inicia-se pela frase em latim resgatada após 4 décadas desaparecida: OSTIUM CAELI EST – É A PORTA DO CÉU. Os ANJOS ORANTES, vindos do céu transmitem algo construtivo e evolutivo para cada coração humano. Um sentimento de força e de união, que nos dá a coragem para viver nossas vidas com esperança e amor. Eles nos fazem um convite para estar na presença de Deus, para passar pela porta que nos levará para o céu. Não importa quem você é, ou de onde vem, os anjos do céu estão sempre presentes convidando a todos para entrar, rezar e encontrar Deus. Sentir Seu amor. As RAMPAS simbolizam os braços abertos de Deus, que acolhe e nos ampara.

Vale ressaltar também, que tanto a frase em latim, quanto os anjos orantes, remetem a Nossa Senhora, a quem temos como padroeira. Maria é chamada de a Porta do Céu, pois foi através dela que Nosso Senhor encarnou-se na humanidade. Os anjos orantes recordam o fim último de Maria, quando afirmamos o dogma da Assunção. O privilégio dado a Ela é porque, como mãe de Jesus, foi isenta de pecado e, portanto, teve seu corpo e alma levados ao céu pelos Anjos.

Por fim, as escadarias – com seus 7 DEGRAUS. A simbologia da escada está profundamente ligada à intermediação entre o Céu e a Terra, à ascensão e à evolução de natureza espiritual. Os seus degraus são as várias etapas a ultrapassar para se atingir o divino, o sagrado. O sete representa a totalidade, a perfeição, a consciência, o sagrado e a espiritualidade. O sete é o número da transformação, é a primeira manifestação do homem para conhecer as coisas do Espírito, as coisas de Deus, a Criação.

Subir as escadas, com seus 7 degraus, ladeado pelos anjos orantes, nos convidando a rezar para aproximar-nos da perfeição divina, passar pela porta central que nos remete a Deus, recordando, junto à Senhora do Carmo, que nos chama a contemplar o Cristo Crucificado – sinal da redenção –  nos faz entender que o céu nos espera, que a vida eterna já nos é garantido.

PASCOM Paróquia Nossa Senhora do Carmo

Compartilhe:

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por