Penitência e transformação

Quaresma significa quarenta dias de intensa preparação para a Páscoa do Senhor. Mas é tempo também de conversão, de mudança de vida e de transformação. É período em que os cristãos devem ter acesso ao Sacramento da Reconciliação para reconhecer o nível de seus limites diante de Deus e diante do mundo. Reconhecer ainda a beleza da misericórdia de Deus ao conceder seu perdão.

Neste ano de 2022, cumprindo o que foi programado pelo nosso 14º PAPIU (Plano Arquidiocesano da Igreja de Uberaba) para 2020 a 2023, estamos vivenciando o “Pilar da Caridade”, um espaço propício para renovar nosso compromisso de fraternidade e partilha com o irmão, principalmente o mais necessitado. Na verdade, é colocar em prática o processo da penitência e da transformação.

A Comissão de Ação Transformadora do Pilar da Caridade fala de algumas preocupações que tocam nossa prática cristã. Uma delas é a educação, em sintonia com a Campanha da Fraternidade, que tem como tema: “Fraternidade e Educação”, realidade gritante em nosso país. Outra é com os migrantes, os refugiados e nômades que constituem uma classe carente do gesto concreto da caridade.

Em 2020, seguindo a orientação da CNBB, refletimos sobre o Pilar da Palavra, com o tema: “Eram perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos” (At 2,42), assumindo o itinerário de Iniciação à Vida Cristã, como possibilidade de encontro com Jesus Cristo. É um processo de profunda conversão e de transformação no currículo de vida das pessoas, para melhor atuarem na comunidade.

Em 2021, com o tema: “Eram perseverantes na fração do pão e nas orações” (At 2,42), celebramos o Pilar do Pão, destacando a importância da Celebração Litúrgica Comunitária da Eucaristia, como Sacramento salutar que alimenta a vida de fé, de caridade e de transformação das pessoas batizadas. A força da comunidade cristã está na Palavra, mas fecundada pela Eucaristia.

Em 2023, no próximo ano, como fruto de toda essa fértil caminhada, teremos o Pilar da Ação Missionária, momento de colocar em prática as exigências da vida cristã, de serviço na construção do Reino de Deus na vida de comunidade. A Ação Missionária significa ação transformadora que faz produzir os frutos positivos para as pessoas, como consequência da conversão penitencial.

Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por