Viva Santo Antônio, São João e São Pedro!

No mês de junho, a Igreja celebra a festa de três grandes santos: Santo Antônio (dia 13), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29). Essas festividades, trazidas para o Brasil pelos colonizadores portugueses, ficaram popularmente conhecidas como Festas Juninas.

O primeiro santo junino, Santo Antônio, nasceu no dia 15 de agosto de 1195, na cidade de Lisboa, Portugal, e foi batizado com o nome de Fernando de Bulhões. Nascido na Corte Real, abandonou as honras do mundo para ingressar na Ordem dos Franciscanos, no ano de 1221. A ele são atribuídos muitos milagres ainda em vida, incluindo bilocações, premeditações e curas.

São João Batista nasceu em uma cidade de Israel que fica a 6 quilômetros do centro de Jerusalém. Seu pai era um sacerdote do templo de Jerusalém, chamado Zacarias. Sua mãe foi Santa Isabel, que era prima de Maria, Mãe de Jesus. São João Batista foi consagrado a Deus desde o ventre materno. Em sua missão de adulto, pregou a conversão e o arrependimento dos pecados. João batizava o povo. Daí o nome João Batista, ou seja, João, aquele que batiza.

São Pedro nasceu em Betsaida, um pequeno vilarejo às margens do lago de Genesaré, ou Mar da Galileia, no norte de Israel. Seu nome de nascimento era Simão. Era filho de Jonas e tinha um irmão, André. Este foi quem o apresentou a Jesus. Os dois se tornaram discípulos de Jesus e, mais tarde, apóstolos. São Pedro era pescador e tinha um barco, em sociedade com seu irmão. Ambos trabalhavam no Mar da Galileia, um lago de água doce formado pelo Rio Jordão, na região da Galileia, em Israel. Quando Jesus conheceu Simão, disse a ele uma frase que mudaria sua vida: “Você será pescador de homens”. A partir daí, Simão começou a seguir Jesus. Num determinado momento, Simão confessou a Jesus: Tu és o Messias, o Filho de Deus. Por isso, Jesus disse que, daquele momento em diante, seu nome seria Pedro, em aramaico, palavra que significa Pedra. Mais tarde, o significado disso ficou claro: Pedro foi o primeiro Papa da Igreja, tornou-se a Pedra onde a Igreja encontra sua unidade.

As festas em louvor aos santos juninos, conhecidas como festas juninas, são uma tradição antiga, especialmente nas paróquias. Aquelas que têm estes santos como padroeiros, todo ano realizam quermesses e festas nessa época.

A Paróquia Mãe Rainha, em Araxá, realizou a festa em louvor a São João Batista entre os dias 16 e 25 de junho, na capela de São João Batista, que fica no bairro Padre Alaor. No dia 24 foi celebrada missa campal, seguida de procissão, batismo na fogueira, quadrilha do Vai Quem Quer e show com Miguel Torres Sanfoneiro. A estimativa da comunidade foi de que cerca de 3 mil pessoas passaram pela festa, durante os quase 10 dias de celebração.

A Paróquia São Mateus, em Uberaba, realizou a tradicional festa junina entre os dias 23 e 25 de junho, com comidas típicas, bingos e leilões. Promoveram também a Quadrilha do Vai Quem Quer, e no dia 24, o tradicional batismo na fogueira, que também é muito frequente nas festas juninas.

Que os Santos Juninos possam continuar abençoando nossas comunidades e paróquias!

Ana Luísa Andrade

Compartilhe:

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de Uberaba. Feito com por